moralina 10 mg

Archive for Setembro, 2010|Monthly archive page

Grandes coincidências

In crônicas. on Setembro 27, 2010 at 12:08 am

Numa época…

Em que o tesouro de um universo desperto, eram os episódios casuais que ocorriam guardados em seu leito, ornamentados por fina flor, ternura e dor; essas que podiam chegar a hora sem hora. Demonstradas e embrulhadas com muita afeição nessa caixinha surreal, ao passo que ela, a caixinha ditadora das regras, nos prende, e é o único projeto de engenharia que nos liberta da rotina.

Por vezes chamados de meu, teu, seu, poucas vezes entendido como nosso tesouro.

Por vezes considerado pequeno, concreto, tangível, poucas vezes inimaginável…

Por vezes tido como as intrigas, relações, tempo, afagos, coisas comuns do cotidiano. Poucas vezes visto como o maior galardão, a experiência que escapa, a pimenta tempestuosa que atormenta nossos sentimentos mais selvagens, a inconsciência que perturba nossa moral mais valorizada.

E em delicadíssima oportunidade visto, como apenas, uma grande coincidência…

-Venenosa coincidência? Quem nunca passou por ela?

-É certa, errada? Uma oportunidade, uma visão, um delírio?

-É capaz de atravessar o país, encontrar-se no sofá de uma clínica, ou mesmo, sentar-se no interior de um avião?

-É justa e própria, ou simplesmente não existe, um mero produto?

Coincidência efêmera…

O tempo corrompeu…

In Sem categoria on Setembro 17, 2010 at 7:55 am

O amor mais sincero, a saúde mais abastada, a verdade mais palpável. Sem nem ao menos, esperar…

Espera,

mudança,

esperança,

esperando com o tempo, agindo com o tempo, contrariando o tempo.

Tempo, tempo, tempo. Em momentos de leitura, de ação ou alteração, égide assassina do inacabável, eterno.  Movimento.

“Esperando o tempo.”

Corromper-se, ou transformar-se?