moralina 10 mg

Archive for the ‘Poesia’ Category

Breves suposições!

In Poesia on Janeiro 18, 2011 at 5:31 am

O trem descarrilado das intrépidas montanhas do vir-a-ser, enche-se, desloca-se, transborda de idéias. Grita: -O UNIVERSO É ESTRANHO!

Em momento algum, apático e ao mesmo tempo violento, tal momento, tal aforismo, brocardo de uma terça-feira nostálgica… Transmuta-se! No que por voltas é o destino do coração dissecado pelo bisturi de uma lógica existencial e mística.

De uma decantação de pensamentos, supomos como um vinho rejuvenescido:

-O MUNDO É MAIS ESTRANHO DO QUE MINHAS SUPOSIÇÕES!

Presunção essa, manipulada por teorias que dissimulam os erros e acertos… Que colocam as suposições e hipóteses abaixo, sem respeito, por ode e amor à salvação, dos mortais vitimados pela condição humana.

Se tudo é suposição, suponho que todas as suposições estão erradas.

Ismos na lata do lixismo.

In Poesia on Novembro 4, 2008 at 3:56 am

Que Bucolismo!

Que anarquismo!

São tantos os ismos!

 

Tantos tipos!

Capitalismos, Socialismos

Machismos e feminismos.

 

Do Darwinismo ao budismo.

Expressionismo e Criacionismo.

Sem funcionalismo!

 

Pode ser com Dualismo.

Ou Epicurismo.

Mas para o lado de lá com esse Esquerdismo!

 

Há tanto Pragmatismo…

Muito Subjetivismo…

Pouco Utilitarismo…

No Transcendentalismo…